DIA DOS NAMORADOS: COMEMORAR OU TERMINAR?

by - 6/10/2016

"Se não houver dentro de um relacionamento disposição dos dois à mudança e adaptação, então os dois só existe na cabeça de um!" Douglas Amorim.

Todos sabemos e sentimos quando algo precisa ser ajustado. Quando já não está bom para ambas as partes e precisa ser reavaliado. Mulheres normalmente agem de forma a confrontar o parceiro. A tentar compreender e resolver as questões que estão fazendo com o que o relacionamento pareça muito mais uma obrigação, como a de um trabalho, que uma construção de amor.

Os homens por outro lado, optam por uma estratégia que além de soar desonesta, nem sempre funciona, que é a de provocar o término.

As diferenças de atitude entre homens e mulheres quando se deparam com situações de ajustes no relacionamento, são determinantes para o futuro do casal. E nesse momento que surge o desejo de colocar tudo em perspectiva, jogar o canhão de luz sobre as questões e sentar para conversar.

Na grande maioria dos casos são as mulheres que exigem que resolvam as questões conversando, que cansam de procrastinar e fingir que nada está acontecendo. Os homens fogem de confrontos, não gostam de se sentirem fragilidades, ou que suas questões sejam julgadas, avaliadas, expostas. Nem ao menos gostam de falar sobre.

Se por um lado a solução viria de um ajuste através da boa comunicação, ajuste esse que pode ser inclusive o término. Por outro lado, o homem foge e começa a agir de forma a “obrigar” a mulher a perceber que o relacionamento está ruim, para que ela termine. Isso faz com o que o relacionamento fique insuportável.
Mas, o que observar para saber se o momento é de reajustar ou terminar?

1. Não há desejo de ambas as partes de se encontrarem e fazerem programas juntos;
2. Já não há mais ciúme;
3. Planos de vida diferentes (viagens, intercâmbios, se terão ou não filhos, cidade que deseja morar, etc.);
4. Não comemoram mais datas especiais;
5. Não é a primeira pessoa que lhe vem à cabeça para dividir boas novas;
6. Não falam mais sobre futuro;
7. As relações sexuais estão cada vez mais espaçadas;
8. Há coisas que você esconde por medo de gerar briga;
9. Não acredita na possibilidade de mudança do outro;
10. Quando se lembra do outro no meio do dia não fica feliz.

O relacionamento é sobre crescimento. São duas pessoas mudando um a vida do outro. Melhorando um a vida do outro. Dividindo e compartilhando alegrias, tristezas... um relacionamento não é solidão, estar junto com alguém e ainda assim se sentir só.

Ouço de alguns pacientes que o medo de estar só muitas vezes foi o que gerou uma procrastinação em um relacionamento que era problemático e gerador de angústia. Isso se dá muitas vezes pelas incertezas que a decisão pelo recomeço gera. Ter que se refazer novamente. Ter que se permitir de novo construir uma relação pós término foi o que manteve-os juntos e não mais o amor.

Quando a relação fica realmente insustentável e os dois decidem conversar e colocar o fim, o fim pode gerar uma amizade. Mas, só será possível se houver respeito e as coisas forem muito bem compreendidas. Lembre-se, relacionamento é comunicação. Se algo não está bom, significa que vocês não estão se comunicando e portanto, não estão se relacionando. Estão apenas juntos. As coisas podem ser consertadas, reajustadas e isso pode ser apenas uma fase, mas se não houver disposição dos dois, então os dois só existe na cabeça de um. 

Douglas é psicólogo, atende em Cuiabá crianças,     adolescentes, adultos. Coordena um grupo terapêutico para pacientes no pré e  no pós-operatório da cirurgia bariátricaRealiza  atendimento online e publica diariamente frases e pensamentos no perfil do Instagram: www.instagram.com/umpsicologoemcuiaba - Agendamentos de consulta pelo WhatsApp 65 9293 9445

Postagens relacionadas

7 COMENTÁRIOS

  1. Oi Bianca,
    As vezes os ajustes são tão dolorosos que ambas evitam ter esse confronto. Mas a frase do Douglas Amorim é perfeita e diz tudo. Amei o post!
    Bom fim de semana!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
  2. Todo término é triste... mesmo que ambos queiram a mesma coisa!
    Bjs da Su!
    www.rosachiclets.com.br

    ResponderExcluir
  3. que post maaara, super diferente a abordagem para o dia dos namorados.
    Obrigada por me iluminar :*
    Blog Dinha Belmont✿

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua abordagem, acho que os relacionamentos hoje em dia sao bem complicados se de dar, pois sempre tem algo ou alguém que esta tentando trabapalhar.
    As vezes realmente temos que ver se realmente é o a pessoa que queremos par a vida, caso nao quem sabe realmente dar um tempo para ver se é realmente o que você quer.
    beijos!
    www.garotadelicada.com.br

    ResponderExcluir
  5. É claro que torcemos sempre para que dê certo e para que o amor reine.
    Mas, quando percebemos que não dar mais, não vale insistir.
    É bom terminar logo para que não piore.
    O texto é bem legal!

    bjOO

    Daniella Dias

    Blog Breshopping da Dany
    Instagram @breshopping_da_dany
    Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  6. O término é muito triste, mas se um relacionamento não está fazendo bem para qualquer uma das partes, é melhor terminar que prolongar o sofrimento :(
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir